Logotipo Da Profitage

Atuação Nacional

Como Se Preparar Para o 13º Salário

Atuamos Em Todo Brasil!

Link Para Abrir Whatsapp da Profitage(11)9.4037-7673
Fundador

fundador

Sérgio Martins - Fundador da Profitage
Contato
Oportunidades

Planejamento financeiro é essencial para evitar aborrecimentos e apertos na hora de pagar o direito para os funcionários. O 13º salário é um assunto que começa a vir à tona no segundo semestre, com a expectativa do pagamento surgem indagações comuns como: O que fazer com o dinheiro? Quanto a remuneração vai injetar na economia? Mas quem é empresário precisa se preocupar com esse tema bem antes para evitar aborrecimentos e apertos financeiros.

Apesar do empresário saber da obrigatoriedade do pagamento do 13º salário, dificilmente ele consegue guardar esse dinheiro no dia a dia. Essa é a realidade de muitas empresas que não se especializam em qualidade e não planejam um MBA em direção executiva. Quando se aplica uma gestão mais madura na empresa, o planejamento para o pagamento do 13º salário e férias dos funcionários começa muito tempo antes do terceiro trimestre.

Entra no modelo de Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE), então a empresa calcula o percentual das férias e 13º salário dos funcionários que deve ser poupado todos os meses e já inclui o valor no resultado do mês, como se fosse uma despesa daquele período.

Fazemos uma reserva de caixa. Além de não ter um impacto tão grande no orçamento da empresa em dezembro, que já é um mês de receita baixa, consegue ter um resultado não tão impactante de despesa.

O comum é os empresários não fazerem a reserva financeira ao longo do ano, devido ao dinamismo dos negócios e os desequilíbrios no fluxo de caixa. O provisionamento não é feito, comprometendo o planejamento financeiro.  Quando chega o final do ano não há jeito, o empresário acaba tendo que recorrer a alguma linha de crédito para solucionar o problema.

Dívidas de 13º Zeradas e Capital Rendendo Juros!

Sem este devido planejamento as empresas precisam contar com empréstimo para pagar o 13º. Para não errar o custo do 13º salário, a Profitage orienta o empresário a considerar todo mês o equivalente a 1/12 do salário do empregado. Esse valor deverá ser guardado, preferencialmente, em uma aplicação financeira para que o dinheiro renda juros.

Considerar o custo dentro do mês em que ele ocorreu possibilita ao empresário enxergar adequadamente se sua empresa está indo bem, ou seja, se está gerando lucro.

Essa reserva depositada mensalmente pode e deve, desta maneira, entrar no custo mensal das operações. Lembramos ainda que o empresário não pode esquecer-se de incluir na conta outros encargos trabalhistas, para não desequilibrar as finanças em uma eventual demissão do funcionário. Quem ainda não começou a guardar o dinheiro deve começar o quanto antes, basta dividir o valor do pagamento pelo número de meses que faltam.

Não se precaver para o pagamento deste adicional é um dos motivos pelo qual muitas empresas começam o ano com dificuldade. O desfalque dos acertos de fim de ano afetam o orçamento do ano seguinte,num processo cumulativo. Por isso é necessário planejar-se.

Conte com a Profitage para ajudar na administração de sua empresa, conheça nossos parceiros de fundos de investimentos e saiba mais sobre as linhas de crédito para pagamento do 13º salário.

Você Vai Se Surpreender Com As Oportunidades Que Temos Para Sua Empresa!